Judocas brasileiros faturam 10 ouros e fecham Sul-Americano com 13 pódios

GUAYAQUIL [ ABN NEWS ] — A seleção brasileira conquistou na noite de domingo (6), em Guayaquil, no Equador, 13 medalhas no Campeonato Sul-Americano de Judô, sendo dez de ouro, duas de prata e uma de bronze. O país manteve a hegemonia continental e ficou na primeira colocação no quadro geral de medalhas do evento.

Somando as medalhas da Copa Pan-Americana, o Brasil encerra a campanha no Equador com 17 ouros, cinco pratas e três bronzes.

O Brasil foi ouro com Taciana Lima (48kg), Andressa Fernandes (52kg), Ketleyn Quadros (57kg), Mariana Silva (63kg), Daniel Moraes (60kg), Marcelo Contini (73kg), Nacif Elias (81kg), Rodrigo Luna (90kg), Alex Aguiar (100kg) e João Gabriel Schlittler (+100kg). As duas pratas vieram com Maria Portela (70kg) e Maria Suellen Altheman (+78kg). Já o bronze foi conquistado por Luis Revite (66kg).

"Tivemos uma campanha muito boa e conseguimos o mais importante, que é manter a hegemonia do Brasil no continente. O masculino contou com uma equipe mesclada com atletas novatos e experientes. O Daniel Moraes, que fez aqui a sua estreia na seleção, mostrou muita personalidade", diz o técnico da equipe masculina, Mário Sabino.

Para o técnico da equipe feminina, Carlos Hespanha, O Brasil confirmou a sua força.

"A campanha foi realmente muito boa, principalmente após termos tido um desempenho tão bom na Copa Pan-Americana. O Sul-Americano foi um evento de bom nível, com um número significativo de inscritos e onde as principais adversárias das brasileiras estavam presentes", afirma Hespanha.

Na categoria até 48kg, Taciana Lima venceu na decisão a colombiana Luz Alvarez por wazari (três punições). Na semifinal, Taciana superou a medalhista olímpica Paula Pareto, da Argentina. Andressa Fernandes (52kg) superou por uma punição no golden score a argentina Oritia Gonzalez. A medalhista olímpica Ketleyn Quadros (57kg) também superou uma hermana na final: vitória por yuko sobre Melissa Rodrigues. Numa disputa de todos contra todos, Mariana Silva (63kg) ficou com a medalha de ouro ao computar quatro vitórias, sendo três por ippon.

No masculino, Daniel Moraes, calouro da equipe brasileira, voltou a subir no lugar mais alto do pódio, desta vez batendo na decisão, por ippon, o equatoriano José Romero. Na categoria até 73kg, Marcelo Contini ficou com o ouro depois de vencer por ippon o colombiano Derian Castro. Na categoria até 81kg, Nacif Elias ficou com o ouro ao bater na decisão, por ippon, o colombiano Pedro Castro. No médio (90kg), Rodrigo Luna foi campeão ao vencer por ippon o chileno Rafael Romo. Alex Aguiar (100kg), ficou com o ouro ao superar, também por ippon, o venezuelano Albenis Rosales. Com um ippon, João Gabriel Schlittler foi campeão entre os pesados (+100kg) com vitória sobre o colombiano Luis Salazar.

Na categoria até 70kg, Maria Portela disputou um sistema de todos contra todos e ficou com a segunda colocação, com três vitórias e uma derrota. Maria Suellen (+78kg) garantiu a prata com o mesmo desempenho.

Com um ippon em Alejandro Zuga, do Chile, Luis Revite (66kg) garantiu o bronze para o Brasil.

Medalhas do Brasil no Campeonato Sul-Americano

OURO: Taciana Lima (48kg), Andressa Fernandes (52kg), Ketleyn Quadros (57kg), Mariana Silva (63kg), Daniel Moraes (60kg), Marcelo Contini (73kg), Nacif Elias (81kg), Rodrigo Luna (90kg), Alex Aguiar (100kg) e João Gabriel Schlittler (+100kg).

PRATA: Maria Portela (70kg) e Maria Suellen Altheman (+78kg).

BRONZE: Luis Revite (66kg).

0 Comentários