Noite de festa para o judô nas Américas


Representantes de 19 países se encontraram na noite da última segunda-feira (22) para celebrar o judo pan-americano. A convite do presidente da Confederação Brasileira de Judô, Paulo Wanderley Teixeira, os presidentes das federações nacionais de Argentina, Antilhas Holandesas, Bahamas, Barbados, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, El Salvador, Equador, Estados Unidos, Haiti, Honduras, México, Porto Rico, República Dominicana e Venezuela participaram de jantar de confraternização, que contou ainda com a presença da Secretária de Esportes do Estado do Rio de Janeiro, Marcia Lins.

"Quando o Rio de Janeiro aceitou a missão de organizar os Jogos Olímpicos de 2016, queríamos exactamente isso, unir a pan-américa em torno dessa ideia. Todos estão convidados a ir ao Rio de Janeiro antes, durante e depois dos Jogos. As portas estão abertas para todos treinarem e competirem na cidade, mesmo antes do Mundial de 2013", disse Márcia Lins, que ofereceu instalações na cidade para que a Confederação Pan-Americana de Judô, presidida também por Paulo Wanderley Teixeira, tenha sua sede no Rio de Janeiro.

O vice-campeão olímpico Carlos Honorato, que está em Paris a convite da CBJ para promover o judô brasileiro e os próximos mundiais no país (2012/Salvador, 2013/Rio de Janeiro, 2015/São Paulo), também participou do jantar.

"É interssante estar no Mundial do outro lado, ajudando de outra forma a fazer o judô brasileiro brilhar", disse Honorato.

O anfitrião da noite, Paulo Wanderley Teixeira, comemorou a união dos países pan-americanos:

"Nosso continente está inserido definitivamente no cenário do judô mundial e este encontro reforça a união das Américas nesse momento tão importante para o esporte", falou o presidente da CBJ.

Manoela Penna, de Paris
Compartilhar no Google Plus

About Ajuxx - Judô XiqueXique

0 comentários:

Postar um comentário