Rosicleia aposta em Mayra Aguiar e Rafaela Silva para o ouro olímpico


No comando da seleção brasileira desde 2005, Rosicleia Campos é uma das grandes responsáveis pela evolução do judô feminino no país. Só no ano passado foram 85 medalhas conquistadas pelas meninas, a melhor marca da história, que rendeu o título de técnica do ano pelo Comitê Olímpico Brasileiro. Foi também sob os cuidados da “Tia Rosi”, como é carinhosamente chamada pelas atletas, que as brasileiras chegam no ano das Olimpíadas com vagas em todas as sete categorias olímpicas - um feito inédito.
E a carioca de 42 anos não tem dúvidas que uma de suas atletas vai voltar de Londres com o inédito ouro olímpico feminino. E mais, Rosicleia não faz rodeio e revela que suas apostas para a conquista são duas: a gaúcha Mayra Aguiar, líder do ranking mundial da categoria meio-pesado (-78kg), e a carioca Rafaela Silva, número 4 no peso até 57kg.
Rosicleia Campos conversou com oSPORTV.COM, falou sobre as chances do Brasil em Londres, a evolução do judô feminino no país, o carinho com suas atletas, a pressão de uma Olimpíada e até revelou a vontade de ser mãe. Na reta final para os Jogos, a correria é grande, mas um detalhe é indispensável para a técnica durona, que grita e pula à beira do tatame:
- Sempre tenho que estar com as unhas pintadas de vermelho nas competições, é meu ritual de sorte. E tem dado certo - confessou.

0 Comentários