Judô Terazaki, primeira academia de Judô.

Réplica do primeiro templo de judô do Japão, a Kodokan, a Academia Terazaki, ou Clube Recreativo de Suzano Judô Terazaki, é a primeira academia de Judô da América e começou a ser construída no ano de 1937 por Tokuzo Terazaki, que idealizava difundir os ensinamentos do judô. A conclusão foi em 1952 e na construção contou com o apoio de muitas pessoas ligadas à colônia e até do Japão. A academia fica localizada na cidade de Suzano, região metropolitana de São Paulo. Tokuzo Terazaki, ou mestre Terazaki, como é conhecido por seus discípulos, nasceu em 16 de agosto de 1906 em uma aldeia chamada Tominami, entre as cidades de Sihinjo e Yamagata, no Japão. Filho do Sr. Tsuruki e D. Shingue, foi o terceiro filho.


 Depois de terminar o curso primário, foi para a cidade de Yamagata onde matriculou-se na escola agrícola. Logo depois migrou para Tóquio, onde trabalhava na indústria Kubota de Ferro. Nas horas de folga treinava na academia do Sr. Torakiti, Masateru Futakawa, onde aprendeu jiu-jitsu com os fundadores do estilo.     
     Mais tarde no Kodokan, sob a instrução do mestre Mifune conseguiu título de graduado. Atualmente, as aulas na academia Terazaki são ministradas pelo sensei Celso Tochiaki Kano, que foi aluno do mestre Terazaki e segue os passos.


Tokuzo Terazaki

     Em 1928, mestre Terazaki casou-se com D. Kiyoe, tendo como padrinho o professor Futakawa. Kiyoe trabalhava na Kanebo, uma empresa de tecelagem e fiação. Mais tarde Terazaki conheceu o presidente por meio da esposa e quando este iniciou a exploração na região da Amazônia, Terazaki colaborou na convocação de voluntários para a imigração. Além de convocar, decidiu participar da imigração chegando em Belém no Pará, em 1929. Sua chegada, foi marcada pela epidemia de malária e o poço que utilizavam para uso estava infestado de amebas. Na época, dezenas de pessoas morreram, incluindo Teruko, a filha de Terazaki.

      Em 1933, da ligação que teve com Katsutoshi Naito em Tóquio no Kodokan, veio a influência da vinda a Suzano, onde após quatro anos na Amazônia, chega a cidade, onde atua no cultivo de morangos na plantação de Naito.

     Enquanto atuava na agricultura, crescia a fama de sua técnica como judoca e frequentemente era convidado a ensinar a arte marcial em Suzano. Em 1934, após um ano de trabalho na plantação de Naito, Terazaki compra um terreno no Bairro da Vila Urupês, em Suzano, onde abriu uma academia de judô e também fazia atendimento a todos os casos de fratura óssea e técnica ortopédica em geral de forma voluntária.



Judô Terazaki - 1946
Após a II Guerra mundial, foi organizada uma associação de graduados em judô. O presidente foi Katsutoshi Naito e Terazaki era vice. Com o aumento de adeptos veio a seguir a necessidade de organizar a Federação Nacional de Judô.


     Das demonstrações da modalidade a Marinha veio a introdução da modalidade no exército. Na mesma época com o apoio de seus discípulos e amigos, iniciou-se campanha para angariar recursos para a construção da academia. O resultado, seus discípulos abriram academias por Estados brasileiros como Rio de Janeiro, pelo exercito e polícia.

     Outra faceta pouco conhecida do mestre é a fama de deus do Izumo, ou Santo Antônio, o santo casamenteiro pela facilidade de unir casais, que foram ao menos 400.
1º campeonato América Latina - 1957
     Pelos trabalhos prestados a policia militar do Rio de Janeiro, a academia de Agulhas Negras e a policia rodoviária recebeu várias condecorações. Em 1958 recebeu titulo de cidadão suzanense.


   Em 1938, o kendô de suzano começou a fazer parte de academia Terazaki, iniciando o "Ju-Kendô", quando em 1945 o mestre  Yoshisuke Oura fundou sua própria academia de kendô.


Terazaki faleceu em 1975, devido a problemas de saúde gerado pela gastrite. Como ele acreditava na velha medicina a base de ervas, ele se negava fazer uma cirurgia para ficar livre da ulcera. Tokuzo Terazaki media aproximadamente 1,56 de altura e tinha como golpe preferido o SEOI OTOSHI.



Compartilhar no Google Plus

About Ajuxx - Judô XiqueXique

0 comentários:

Postar um comentário