Estrangeiros lutam no Grand Prix.

Reforços estrangeiros elevam nível de Grand Prix Feminino no Brasil

Campeã olímpica cubana e americana que foi bronze em Londres defenderão clubes brasileiros na competição nacional mais importante do ano .


Além de reunir grandes campeãs do judô nacional como Rafaela Silva, Mayra Aguiar e Sarah Menezes, campeãs do mundo e campeã olímpica, respectivamente, o Grand Prix Interclubes Feminino, que acontece no próximo final de semana, em São José dos Campos, São Paulo, contará também com estrelas estrangeiras do esporte, já que o regulamento da competição permite este tipo de transferência.
A equipe de Inhumas (GO) investiu pesado em contratações e trouxe, além de Sarah Menezes, a  americana Marti Malloy, bronze em Londres e vice-campeã mundial em 2013, na categoria até 57kg. No Grand Prix Interclubes, ela reencontrará uma de suas maiores adversárias, a campeã mundial Rafaela Silva, que compete pelo Instituto Reação. As duas já se enfrentaram oito vezes, com ampla vantagem para a brasileira: sete vitórias de Rafaela, contra apenas uma da americana. A americana chegou hoje em São Paulo e, antes do embarque para o Brasil, deixou uma mensagem em sua página no Facebook comentando a participação no GP: "Mais 11 horas de vôo e então chegarei em São Paulo para o campeonato Interclubes de Judô", escreveu.  

Menos badalada, a francesa naturalizada belga Sarah Loko é o nome "gringo" da Sogipa para disputar a categoria até 63kg. Apesar de não ter tido resultados expressivos individualmente nos últimos anos, Loko tem boa experiência em competições por equipe. Com a seleção da França, em 2012, ela foi vice-campeã do Campeonato Europeu por equipes e, em 2013, conquistou o Campeonato Interclubes Europeu.  

O maior nome estrangeiro, porém, é, sem dúvida, Idalys Ortiz (+70kg), a cubana campeã olímpica e mundial que vai tentar ajudar o Minas T.C. a conquistar o tricampeonato desta competição. Bem adaptada ao Brasil, Ortiz garante que se sente em casa na equipe mineira, que terá ainda outro reforço cubano: o técnico Ronaldo Veitia, que fará parte da comissão técnica minastenista.

"É a terceira vez que represento o clube, que é muito agradável e todos me receberam bem. Estou muito feliz e me sinto como se estivesse em Cuba. Espero poder ajudar a equipe na disputa do Grand Prix", disse Ortiz em entrevista ao site oficial do Minas. 

As lutas do Grand Prix Interclubes Feminino acontecerão no Ginásio do Sesi, em São José dos Campos, São Paulo, nos dias 15 e 16 de novembro. O SporTV transmitirá as finais no domingo, a partir das 10h, horário de Brasília.



Autor: Assessoria de Imprensa da CBJ

0 Comentários