Rogério Sampaio vira filme.

Trajetória olímpica de Rogério Sampaio vira filme



“Ippon – A Trajetória Olímpica de Rogério Sampaio” foi um dos nove projetos vencedores da segunda edição do Projeto Memória do Esporte Olímpico Brasileiro, que integra o programa Petrobras Esporte & Cidadania. Com a iniciativa, a estatal do petróleo seleciona e ajuda a produzir documentários sobre a história do esporte olímpico brasileiro.
O filme de 26 minutos – média-metragem – sobre a trajetória de superação do judoca santista até alcançar a medalha de ouro na categoria meio-leve nos Jogos de Olímpicos Barcelona 1992 será produzido, em HD, pela produtora carioca El Desierto Filmes. A direção ficará por conta de Caví Borges, ex-judoca da seleção brasileira, e Leonardo Mataruna, estrategista da Confederação Brasileira de Judô, e a produção será de Jorge Durán, Gabriel Durán e Pedro Rossi.
“Estou me sentindo muito honrado com a gravação deste filme. Esse projeto é importante para contar a história de uma conquista do judô e do esporte brasileiro. A garotada que hoje tem 20, 22 anos não me viu lutar, nem sabe qual era o meu estilo. Hoje, a maioria das lutas e conquistas está registrada e à disposição de todos na internet. No meu tempo não havia tantas facilidades e esse documentário vai enriquecer o meu acervo pessoal e o acervo do judô brasileiro. Sem dúvida, é um projeto importantíssimo para a preservação da memória do esporte olímpico nacional”, observa o campeão olímpico Rogério Sampaio, que, no início desta semana, esteve no Rio de Janeiro para gravar as primeiras cenas do filme, na sede da Confederação Brasileira de Judô.
O filme buscará retratar toda a trajetória vivida pelo judoca brasileiro Rogério Sampaio rumo à sonhada medalha de ouro nos Jogos Olímpicos Barcelona 1992. Desde o início, Rogério teve que enfrentar dificuldades financeiras. Sem o apoio de patrocinadores, seus pais se tornaram seus principais incentivadores, arcando com as despesas com treinos, viagens e uniformes.
Sampaio chegou a Barcelona sem nenhum favoritismo. Em poucos segundos derrotou o português Augusto Almeida, por ippon. Com ippon também caíram o sul-coreano Sang-Moon Kim e o argentino Francisco Morales Vivas, campeão pan-americano à época. O quarto adversário era ninguém menos que o campeão mundial Udo Quellmalz, da Alemanha. Contrariando todas as probabilidades, Rogério sai mais uma vez vencedor. Com a autoconfiança reforçada, o judoca voltou ao tatame tranquilo e seguro para vencer o húngaro Jozsef Csak e conquistar a sonhada medalha de ouro olímpica.
fonte> http://gmjb.org.br/noticias/grand-masters-news/trajetoria-olimpica-de-rogerio-sampaio-vira-filme/

Compartilhar no Google Plus

About Ajuxx - Judô XiqueXique

0 comentários:

Postar um comentário