Seleção para o Mundial Astana 2015

Seleção brasileira de judô é convocada para o Mundial Astana 2015
Competição acontece entre os dias 24 e 30 de agosto, no Cazaquistão.
A Confederação Brasileira de Judô divulgou nesta quinta-feira, 25 de junho, no Hotel Porto Real, em Mangaratiba, onde a seleção está concentrada para os Jogos Pan-Americanos Toronto 2015, o nome de 17 dos 18 atletas que irão representar o país no Campeonato Mundial Astana 2015, de 24 a 30 de agosto, no Alau Ice Palace. No feminino, o Brasil terá dois representantes no ligeiro e no pesado. Já no masculino, a categoria ligeiro também terá “dobra”. Em virtude da lesão de Rafael Silva na última segunda-feira, o segundo peso com dois judocas será definido somente no final de julho. Os 17 atletas convocados hoje são:

48kg – Sarah Menezes (AJ Expedito Falcão/PI) e Nathália Brigida (Minas TC/MG)
52kg – Érika Miranda (Minas TC/MG)
57kg – Rafaela Silva (Instituto Reação/RJ)
63kg – Mariana Silva (Minas TC/MG)
70kg – Maria Portela (Sogipa/RS)
78kg – Mayra Aguiar (Sogipa/RS)
+78kg – Maria Suelen Altheman (AJ Rogério Sampaio/SP) e Rochele Nunes (Sogipa/RS)

60kg – Felipe Kitadai (Sogipa/RS) e Eric Takabatake (EC Pinheiros/SP)
66kg – Charles Chibana (EC Pinheiros/SP)
73kg – Alex Pombo (Minas Tênis Clube/MG)
81kg – Victor Penalber (Instituto Reação/RJ)
90kg – Tiago Camilo (EC Pinheiros/SP)
100kg – Luciano Correa (Minas Tênis Clube/MG)
+100kg –David Moura (Instituto Reação/RJ)

“O objetivo da CBJ é chegar a cinco medalhas com duas finais, evoluindo em quantidade em relação ao último Mundial. Queremos ainda duas medalhas no masculino, o que não conseguimos desde o Mundial de Paris em 2011”, disse Ney Wilson, gestor técnico de alto rendimento da CBJ.

Com as quatro medalhas conquistadas no último Mundial - um ouro com Mayra Aguiar (78kg), uma prata com Maria Suelen Altheman (+78kg) e dois bronzes com Érika Miranda (52kg) e Rafael Silva (+100kg) -, o Brasil subiu para o 12º lugar no ranking de medalhas do Mundial de Judô em todos os tempos, com 38 pódios – 6 ouros, 11 pratas e 21 bronzes. Na administração do presidente Paulo Wanderley Teixeira – a partir do Mundial de Osaka (JPN) 2003 -, os atletas brasileiros subiram 28 vezes ao pódio.

A seleção brasileira embarca para a França para um período de aclimatação no dia 12 de agosto. Todos os atletas e a comissão técnica sairão do Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro. A ida para Astana acontece em duas partes: um grupo sai no dia 20 e outro no dia 24.

“Estamos muito próximos dos Jogos Olímpicos Rio 2016, nosso grande objetivo. Este é o último Mundial do ciclo e será um grande teste para o nosso trabalho. Não tenho dúvidas de que estamos no caminho certo, trabalhando cada detalhe em busca da excelência e isso nos dá segurança de um bom resultado em Astana”, disse o presidente Paulo Wanderley.

Programação – Campeonato Mundial de Judô Astana 2015
23 de agosto – Congresso Técnico e Sorteio das Chaves (Rixos Hotel “Zheruiyk Hall”, a partir das 14 horas no horário local)
24 de agosto – 60kg, 48kg (a partir de 11h, Alau Ice Palace)
25 de agosto – 66kg, 52kg (a partir de 11h, Alau Ice Palace)
26 de agosto – 73kg, 57 kg (a partir de 11h, Alau Ice Palace)
27 de agosto – 81kg, 63kg (a partir de 11h, Alau Ice Palace)
28 de agosto – 90kg, 70kg, 78kg (a partir de 11h, Alau Ice Palace)
29 de agosto – 100kg, +100kg, +78kg (a partir de 11h, Alau Ice Palace)
30 de agosto – Competição por Equipes (a partir de 11h, Alau Ice Palace)

Brasil em Mundiais Sênior – Individual
38 medalhas: 6 ouros, 11 pratas e 21 bronzes

1971 (Ludwigshafen/GER): Chiaki Ishii (93kg/bronze)
1979 (Paris/FRA): Walter Carmona (86kg/bronze)
1987 (Essen /GER): Aurélio Miguel (95kg/bronze)
1993 (Hamilton/CAN): Aurélio Miguel (95kg/prata) e Rogério Sampaio (71kg/bronze)
1995 (Tóquio/JPN): Danielle Zangrando (56kg/bronze)
1997 (Paris/FRA): Aurélio Miguel (95kg/prata), Edinanci Silva (72kg/bronze) e Fulvio Miyata (60kg/bronze)
1999 (Birmingham/GBR): Sebastian Pereira (73kg/bronze)
2003 (Osaka/JPN): Mario Sabino (100kg/bronze), Edinanci Silva (78kg/bronze) e Carlos
Honorato (90kg/bronze)
2005 (Cairo/EGY): João Derly (66kg/ouro) e Luciano Corrêa (100kg/bronze)
2007 (Rio de Janeiro/BRA): João Derly (66kg/ouro), Tiago Camilo (81kg/ouro), Luciano Corrêa (100kg/ouro) e João Gabriel Schilittler (+100kg/bronze)
2010 (Tóquio/JPN): Mayra Aguiar (78kg/prata), Leandro Guilheiro (81kg/prata), Leandro Cunha (66kg/prata) e Sarah Menezes (48kg/bronze)
2011 (Paris/FRA): Leandro Cunha (66kg/prata), Rafaela Silva (57kg/prata), Sarah Menezes (48kg/bronze), Leandro Guilheiro (81kg/bronze) e Mayra Aguiar (78kg/bronze)
2013 (Rio de Janeiro/BRA): Rafaela Silva (57kg/ouro), Érika Miranda (52kg/prata), Maria Suelen Altheman (+78kg/prata), Rafael Silva (+100kg/prata), Sarah Menezes (48kg/bronze) e Mayra Aguiar (78kg/bronze)
2014 (Chelyabinsk/RUS): Mayra Aguiar (78kg/ouro), Maria Suelen Altheman (+78kg/prata), Érika Miranda (52kg/bronze) e Rafael Silva (+100kg/bronze).

Brasil em Mundial – Por Equipes
8 medalhas: 5 pratas e 3 bronzes

Masculino: 1998, Minsk/BLR (prata); 2007, Pequim/CHN (prata); 2008, Tóquio/JPN (bronze); 2010, Antalaya/TUR (prata); 2011, Paris/FRA (prata); 2012, Salvador/BA (bronze).

Feminino: 2012, Salvador/BA (bronze); 2013, Rio de Janeiro/RJ (prata).
Compartilhar no Google Plus

About Ajuxx - Judô XiqueXique

0 comentários:

Postar um comentário