Tadahiro Nomura anuncia aposentadoria.

Único tricampeão olímpico de judô, Tadahiro Nomura anuncia sua aposentadoria

Grande nome do judô mundial, japonês fez sua última luta no domingo, 29, em Hyogo, no Japão.

____________________________________________________________________________

Um dos maiores nomes do judô mundial, o japonês Tadahiro Nomura, fez sua última luta em uma competição oficial no domingo, 29, em Hyogo, no Japão. Estrela do judô japonês ao lado de campeões como Yasuhiro Yamashita, Kosei Inoue e Ryoko Tamura-Tani, Nomura se aposenta com um currículo único: três ouros olímpicos (1996, 2000 e 2004) e um título de campeão mundial (1997).

"Eu posso dizer com orgulho que o judô é minha vida e eu adoraria, a partir de agora, ajudar as novas gerações a aprender e a progredir", disse em entrevista coletiva.

Aos 40 anos, Nomura se viu obrigado a parar de competir 19 anos depois de seu primeiro ouro olímpico por conta de questões físicas.

"Eu comecei a chegar nos meus limites físicos com dores recorrentes nas costas e no joelho. Fiz tudo o que pude fazer e não tenho arrependimentos", explica.

A despedida do "mito" Nomura não foi em uma grande competição e sim em um torneio local. Como de costume, ele venceu as duas primeiras lutas por ippon, mas caiu na terceira, encerrando uma carreira vitoriosa, paradoxalmente, com uma derrota. O que, naturalmente, não abalou em nada a bela história que escreveu nos tatames.

"Quando o combate acabou me senti nostálgico e triste. Não consegui ganhar o meu último combate, mas estou feliz por ter competido. Eu perdi, mas muitas pessoas me aplaudiram. Estou feliz", concluiu.

O momento histórico para o judô foi registrado ainda no telão do Alau Palace, onde os principais judocas do mundo disputavam o Campeoanto Mundial Astana 2015, que teve, justamente, o Japão como maior vencedor de medalhas (17).

fonte: www.cbj.com.br

0 Comentários